HomeNotíciasSaúde capacita funcionários do INSS em prevenção da Covid-19

Melhorar continuamente a parceria com os órgãos de informação

Maputo - (12/07/2021) - A Ministra do Trabalho e Segurança Social destaca a importância da melhoria da parceria e estabelecimento de novas pontes entre o INSS e a comunicação social na divulgação do Sistema e das realizações da instituição, tendo em vista a expansão territorial da Segurança Social.

 

 

Margarida Adamugy Talapa fez este pronunciamento na manhã desta Segunda-feira, no lançamento do Prémio Nacional de Jornalismo em Segurança Social Obrigatória (PNJSSO), uma iniciativa do INSS, em parceria com o Sindicato Nacional de Jornalistas (SNJ) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

 

Referiu que a institucionalização do PNJSSO representa uma sublime oportunidade para os profissionais da comunicação social se entrosarem mais com os assuntos relacionados com o Sistema de Segurança Social Obrigatória assim como com as realizações do INSS.

 

“O nosso desejo é que os assuntos tão vitais para os cidadãos e para a sociedade em geral, como é o caso da Segurança Social, da legislação laboral e do mercado de trabalho, no seu todo, sejam de rápida interpretação e com uma difusão clara por parte dos nossos parceiros da comunicação social, na perspectiva de que continuem a ser os naturais intermediários na nossa sociedade, informando-a e educando-a com um inequívoco domínio dos factos sobre o Sistema de Segurança Social Obrigatória”, destacou.

 

Intervindo no acto, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) do INSS, Kabir Fahar Ibrahimo, afirmou que a instituição que dirige, decidiu, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelos jornalistas, pela institucionalização do PNJSS, que visa elevar a qualidade dos conteúdos publicados pelos órgãos de informação e contribuir para uma maior divulgação de matérias relativas ao INSS e ao Sistema de Segurança Social.

 

O Secretário Geral do Sindicato Nacional de Jornalistas (SNJ), Eduardo Constantino, saudou o INSS pela iniciativa, tendo apelado aos profissionais de comunicação social a não se interessarem apenas pelos prémios, mas também na produção de trabalhos jornalísticos que ajudem o INSS a identificar e a encontrar soluções das preocupações que são apresentadas pelos beneficiários e contribuintes do Sistema de Segurança Social.

 

Eduardo Constantino apelou ao júri do concurso a seleccionar trabalhos jornalísticos de qualidade, tendo desejado ainda que o PNJSSO tenha continuidade nos próximos tempos.

 

O representante da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Rubén Vicente Andrés, destacou que o PNJSSO irá contribuir para uma maior divulgação de informações sobre o Sistema de Segurança Social por parte da comunicação social.

 

Os jornalistas concorrem para três categorias, nomeadamente a Imprensa, Rádio e Televisão, cujas melhores reportagens jornalísticas serão selecionadas por um júri constituído por elementos do INSS, do SNJ e da OIT.

 

Os primeiros classificados de cada categoria receberão um prémio monetário de 150 mil meticais e um computador portátil (laptop), os segundo beneficiarão de 100 mil meticais e um laptop, enquanto que os terceiros terão direito a 50 mil meticais e um tablet. Os primeiros, segundos e terceiros classificados de cada categoria receberão ainda um diploma de honra.

 

A ficha de inscrição e o regulamento do PNJSSO estão disponíveis no website do INSS, assim como em formato físico nos serviços do INSS, nomeadamente na Sede e nas Delegações Provinciais e Distritais.

 

Go to top