HomeNotícias

INSS solidariza-se com as vítimas do "Idai"

Maputo - (22/03/2019) - O INSS juntou-se ao movimento de solidariedade com as vítimas do ciclone "Idai" que fustigou recentemente as províncias do centro do País, causando mortes e destruição de infraestruturas.

 

Para o efeito, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) procedeu à entrega ao Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), na tarde desta quinta-feira, 21 de Março, de um cheque no valor de 350 mil meticais, um acto inicial das diversas acções que serão levadas à cabo pelo INSS no apoio as vítimas do "Idai", segundo defendeu.

 

“A nossa solidariedade será contínua e mais ampla. Vamos prestar apoio aos pensionistas e beneficiários do Sistema de Segurança Social nas zonas afectadas. Neste momento, estamos a fazer o levantamento e vamos levar à cabo acções concretas para apoiar estas pessoas a nível local”.

 

Intervindo na ocasião, o Director Geral Adjunto do INGC, Casimiro Abreu, louvou o gesto do INSS e aproveitou a ocasião para manifestar o seu agradecimento aos movimentos de solidariedade que têm prestado apoio às vítimas do ciclone.

 

“Queremos realçar a solidariedade interna que tem estado a aumentar a cada dia. Há muito entusiasmo nas pessoas em contribuir com o que têm em apoio a esta causa”, afirmou o director-geral adjunto do INGC", disse.

 

O ciclone "Idai" caracterizado por chuvas muito fortes (acima de 200 milímetros de precipitação em 24 horas) e ventos com velocidades entre 180 e 220 quilómetros por hora, deixou um rastro de destruição, principalmente na cidade da Beira, capital da província de Sofala. De acordo com dados do INGC, foram registados cerca de 300 óbitos , mais de 1500 feridos, para além de 28 mil famílias afectadas.

 

 

No que diz respeito a infra-estruturas, o Idai destruiu parcial ou totalmente 616 salas de aulas e mais de 15 mil casas. Foram, igualmente, afectadas 30 unidades sanitárias e inundadas cerca de duas mil casas. Neste momento, estão em funcionamento 96 centros de acomodação, onde estão alojadas mais de 10 mil famílias.

 

m contribuicao logo alto5

Go to top